Equipe desmotivada

Equipe desmotivada: por que é um problema e como solucionar?

Uma equipe desmotivada é um sinal claro de que a empresa não está conseguindo deixar seus colaboradores satisfeitos, seja por falhas organizacionais ou pela própria gestão de pessoas. Por que isso é um problema e como solucionar a desmotivação de colaboradores?

A compreensão da motivação humana é um grande desafio. Existem inúmeras visões sobre o tema, dificultando assim um entendimento consensual, que, embora seja mais fácil de compreender, não daria conta da complexidade da natureza humana. 

Quer saber mais sobre como resolver problemas com equipe desmotivada? Acompanhe o post!

Por que uma equipe desmotivada é um problema?

A desmotivação traz consequências ruins tanto para a empresa quanto para o colaborador. Pessoas desmotivadas não produzem tão bem, nem se sentem satisfeitas com o trabalho e, além disso, podem sofrer de estresse ocupacional, que muitas vezes evolui para doenças crônicas e agudas.

Diante de uma rotina onde o trabalho parece minguar a vida, e as pessoas lançam-se no modo automático para torná-la mais suportável, percebe-se que as empresas precisam buscar soluções. 

Esse cenário reflete diretamente no modo de produção contemporâneo, resultando em uma precarização das relações de trabalho e no enfraquecimento dos vínculos de colaboradores entre si e com a própria empresa. 

A busca deve ser na direção de enriquecer o cotidiano e não reduzir o colaborador e uma mera peça, valorizando o ser complexo que é e integrando o trabalho à sua capacidade criativa. Potência esta presente em toda a vida, capaz de transformar realidades.

Como solucionar o problema da desmotivação?

A psicóloga pós-doutora em Saúde Pública, Maria Elizabeth Barros de Barros, da Universidade Federal do Espírito Santo, questiona sobre a relação das pessoas com o trabalho nos dias atuais. Segundo a pesquisadora: “Toda situação de trabalho é um lugar onde se negociam circunstâncias pessoais, históricas, entre usos de si pelos outros e usos de si por si mesmo que se cruzam, constituindo um destino a ser vivido”.

Portanto, considerando essa dinâmica que ela cita, onde fatores de diferentes naturezas se cruzam, é preciso que cada organização reinvente essa relação entre trabalho e indivíduo.

Alguns pontos essenciais a serem trabalhados são:

  • afirmar a capacidade inventiva e criativa dos colaboradores, individual e coletivamente;
  • fortalecer o vínculo entre os membros da empresa;
  • humanizar as relações de trabalho;
  • transformar a gestão em conexão entre pessoas (inclusive entre si) e tarefas, e não apenas na função de um setor;
  • aumentar o grau de autonomia do colaborador.

Uma visão contemporânea acerca da motivação humana é a definição de que a força motivacional reside na discrepância entre aquilo que o indivíduo faz e aquilo que ele aspira fazer. Logo, uma empresa que pretende engajar sua equipe precisa trabalhar essa força.

Essas dicas casam com a proposta de criar um sentido para o trabalho, pois é de fato isso que se torna o diferencial e reflete na produtividade e no engajamento de equipes. O líder, nesse sentido, é uma elemento central, capaz de facilitar a comunicação, atuar nas fraquezas e incentivar os pontos fortes.

Esse conteúdo te trouxe uma nova visão sobre a motivação no trabalho? Compartilhe esse artigo nas suas redes sociais e inspire outras pessoas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This