Entenda como aplicar corretamente o cartão de incentivo nas empresas

Oferecer benefícios é um dos principais meios que o RH pode utilizar para manter os colaboradores sempre motivados e produtivos. O desafio, porém, se encontra em conciliar a gestão de tais benefícios aos interesses da empresa. Nesse sentido, o cartão de incentivo é uma “carta na manga”.

Para ajudá-lo a entender melhor no que consiste esse cartão e como utilizá-lo da maneira correta, produzimos este artigo. Continue a leitura e acompanhe!

O que é um cartão de incentivo?

Os cartões de incentivo são cartões pré-pagos que podem ser utilizados como meios de premiar os funcionários, fidelizá-los ou simplesmente estreitar os laços entre empresa e equipe. Eles podem ser de carga única — ideal para campanhas pontuais — ou recarregáveis — para campanhas de longo prazo.

A maior vantagem desse tipo de cartão é, sem dúvidas, sua versatilidade, visto que ele pode ser encontrado em diversas bandeiras, como Visa e Mastercard — logo, podem ser utilizados em inúmeros estabelecimentos físicos ou virtuais.

Se o RH preferir também existe a opção vale-compras, sempre vinculado a uma empresa específica — como um supermercado ou loja de departamentos —, porém sem restrição do tipo de produto que pode ser adquirido.

Além de oferecer vantagens à equipe de colaboradores, a gestão também se beneficia com a adesão desse recurso, claro, desde que se tomem os cuidados necessários.

Quais são os cuidados necessários?

Para que se possa usufruir o cartão de premiação em seu máximo potencial, é preciso ter alguns cuidados em relação à segurança, ao custo e ao modo como ele é gerenciado:

Segurança

Geralmente, o cartão vem munido de uma senha personalizável, para que somente o próprio colaborador seja capaz de usá-lo. Além disso, é possível consultar seu saldo online, sem burocracia.

Tudo isso reforça a segurança em relação à utilização do cartão, mas é preciso dar atenção à explicação dada no momento de premiar — o funcionário deve saber claramente como utilizar o cartão para que nada de errado aconteça. Do contrário, o que deveria incentivar, acaba frustrando o colaborador.

A dica é realizar uma apresentação explicativa ou distribuir brochuras com as regras de uso do cartão ao introduzi-lo aos benefícios de sua empresa.

Custo

Como esse cartão é uma premiação cada vez mais conhecida e desejada pelos colaboradores devido à sua praticidade, o RH pode usá-lo para substituir outros meios de premiação mais custosos.

Além disso, vale salientar a possibilidade de alteração dos valores oferecidos no cartão, que podem ser de acordo com a meta alcançada e a hierarquia em que o colaborador se encontra, por exemplo. Isso significa o controle total e direcionamento de gastos.

Antes de definir valores, porém, compare custos e resultados obtidos com outros benefícios, para ter certeza de estar depositando um valor razoável no cartão, ou a economia deixa de existir.

Gerenciamento

O gerenciamento do cartão de incentivo também é facilitado, já que pode ser feito online e em tempo real, por meio de uma plataforma de gestão. Quando em comparação a prêmios em dinheiro, brindes, viagens e jantares, a facilidade na gestão se faz ainda mais evidente, já que fica concentrada em um único sistema.

Mas não se esqueça de que o cartão de incentivo é apenas um recurso de campanhas de marketing interno que, por sua vez, devem ser muito bem planejadas e estruturadas. Quando se utiliza esse cartão com cautela e seguindo o planejamento da empresa à risca é possível colher apenas bons frutos.

Agora que você conhece os benefícios do cartão de incentivo, o que está esperando para adotá-lo em sua empresa? Não esqueça de assinar a nossa newsletter para ter sempre nossas dicas e novidades em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This